Como escolher um capacete para hipismo

Menina com um capacete de hipismo

Todos conhecem os riscos associados aos desportos equestres, bem como a necessidade de utilizar equipamentos apropriados e de alta segurança que os evitem. O capacete, sendo uma proteção para uma das zonas mais sensíveis do nosso corpo, é um dos elementos que mais devem ser tidos em conta quando se pretende montar a cavalo. No entanto, a escolha do capacete não é tão simples quanto parece. Se vai iniciar-se no hipismo, ou se pretende simplesmente experimentar o desporto, saiba como escolher o melhor e mais seguro capacete.

Aqui, o tamanho importa

O tamanho do capacete para equitação é muito importante, já que a dimensão correta oferece uma proteção praticamente total. Por isso, deve procurar-se um capacete que se mantenha firme na cabeça, sem nunca ficar solto. Para saber qual o tamanho adequado, basta medir em centímetros a circunferência da cabeça, logo acima da linha da orelha, e somar mais um número (por exemplo, se a cabeça mede 55, deve ser escolhido o número 56).

O material faz toda a diferença

De facto, o material faz toda a diferença. Atualmente, existem diversas opções em relação aos tipos de materiais utilizados no fabrico dos capacetes para hipismo, sendo que o fator mais importante é que o material seja resistente, tenha capacidade para absorver parte da energia em caso de impacto e que, para além de proteger a cabeça, seja confortável. Antes de escolher um capacete de equitação, há que confirmar se ele se encontra dentro das normas de segurança da categoria (a norma europeia EN 1384:1996 IDT especifica os requisitos relativos aos capacetes de proteção, com ou sem pala, para pessoas envolvidas em atividades equestres, e também avalia os níveis de resistência dos materiais utilizados no respetivo fabrico).

E o preço?

A resposta a esta questão é muito relativa, se considerarmos o que determina o seu valor real. Existem capacetes de alto padrão que custam muito mais, porque têm por de trás uma marca de equitação de forte prestígio no mercado, mas é já possível encontrar um bom capacete por cerca de 100€. Antes de escolher, é importante pesquisar sobre as diversas opções disponíveis e perceber que, muitas vezes, um preço baixo não corresponde à máxima segurança.

O capacete já sofreu um choque? Então, é melhor trocá-lo!

Um capacete de equitação que já sofreu algum tipo de choque, mesmo que não tenha nenhum aparente dano exterior, poderá estar danificado no seu interior, devendo ser substituído por outro, de forma a garantir a segurança de quem com ele vai praticar hipismo.

Use sempre o capacete!

O uso do capacete na equitação é considerado rotina na modalidade salto, mas em outras modalidades pode existir alguma resistência por parte dos cavaleiros em usá-los Existem países que impõem o uso do capacete através de normas, enquanto noutros as normas são menos rígidas. No entanto, no que toca ao hipismo, o capacete é o equipamento com maior probabilidade de salvar a vida de um cavaleiro em caso de acidente, pelo que não vale a pena minimizar a importância da utilização permanente desta proteção.

Com estas recomendações, certifique-se que tem um capacete seguro, dentro do seu estilo, medidas reais e disponibilidade orçamental. Depois, é aproveitar o melhor que o hipismo lhe oferece – sempre com a máxima proteção, ou seja, com um bom equipamento de equitação, dos pés à cabeça.

A sua votação: