Que equipamento usar para cavalgar

Cavalo asaltar

Na prática da equitação, é fundamental que os cavaleiros se sintam à vontade em cima dos seus cavalos. Como tal, devem adquirir um vestuário confortável e flexível, de modo a garantirem a sua máxima proteção e segurança. Saiba qual é o equipamento usado para cavalgar e desfrute das suas jornadas a cavalo por entre as paisagens naturais mais belas.

Material necessário para andar a cavalo

Para começar a montar a cavalo corretamente, é necessário que cada cavaleiro reúna todo o tipo de equipamento necessário para a prática segura deste desporto de aventura. Os equipamentos utilizados para andar a cavalo são:

As selas

As selas são os assentos que são colocados no dorso do cavalo para os cavaleiros se sentarem. Atualmente, existem vários tipos de selas, como a sela portuguesa, a sela inglesa ou húngara, a sela western ou as selas especiais. Para escolher a melhor para si, é necessário analisar qual é o seu interesse na equitação e se pretende cavalgar como uma forma de lazer ou como um desporto.  

Todos os cavaleiros devem adquirir uma sela consoante os seus conhecimentos e experiência de equitação. No entanto, as medidas da sela de um cavalo precisam de corresponder à anatomia do animal e à altura e ao peso do cavaleiro. Só assim é que é possível cavalgar com o máximo conforto e segurança.

Os estribos

Os estribos servem de apoio para os pés dos cavaleiros, evitando que estes balancem com os movimentos do cavalo. Atualmente, os estribos têm vários formatos, mas os mais apropriados para quem se está a iniciar-se na modalidade são os estribos em forma de sino. Este tipo de equipamento proporciona um melhor apoio para os pés dos cavaleiros, não prendem o calçado com tanta facilidade, ao contrário dos estribos redondos, e são menos perigosos no caso de quedas. Geralmente, os estribos são produzidos em aço inoxidável, metal, ferro e em alumínio.

As cabeçadas e embocaduras

As cabeçadas são tiras de couro que são colocadas na cabeça de um cavalo. Muitas delas são feitas à mão e servem para segurar a embocadura (material que é colocado na boca dos cavalos) de onde saem as rédeas. Para cuidar melhor de um cavalo e controlar as suas rédeas de uma forma mais eficaz, existem vários tipos de embocaduras distintas: as de bridão, as de freio, as de pelham, as de dupla embocadura e as de “hackamore”. Todas elas possibilitam coordenar os movimentos do cavalo da forma que o cavaleiro mais deseja.

O capacete de equitação

O capacete é um dos equipamentos obrigatórios na prática da equitação, pois, a qualquer momento, os cavaleiros podem cair dos seus cavalos e daí podem resultar ferimentos graves. Atualmente, existem vários tipos de capacetes no mercado com muitos estilos e cores diferentes e, como tal, deve escolher aquele que é mais confortável e adequado para o seu tipo de equitação.

Os melhores capacetes para cavalgadas de grande distância são leves e ventilados, pois oferecem um maior conforto e segurança aos cavaleiros. É aconselhável que adquira um capacete novo, pois um usado pode ter danos invisíveis no revestimento interno e, como tal, não fornecer a proteção mais apropriada. No entanto, independentemente do capacete que adquirir, é fundamental verificar se este é aprovado pela norma europeia EN 1384:1996 IDT. Esta norma especifica os requisitos relativos aos capacetes de proteção, com ou sem pala, para pessoas envolvidas em atividades equestres. Além disso, também mostra os níveis de desempenho em matéria de absorção ao impacto, da resistência à penetração e da eficácia do sistema de retenção. A certificação do capacete é assim muito importante, pois, é sinónimo de segurança da qualidade dos materiais que estão à venda no mercado.

O calçado

À semelhança do capacete de equitação, o calçado é um equipamento muito importante para a prática da equitação. Os sapatos ou as botas de equitação são os acessórios mais apropriados para montar a cavalo, uma vez que são mais seguros do que as sapatilhas para correr e do que as botas de montanha. De uma forma geral, o calçado de equitação é desenhado especificamente para impedir que o pé do cavaleiro escorregue do estribo e para que a perna não fique presa em caso de queda. Certifique-se, acima de tudo, que as botas escolhidas são à prova de água e que são extremamente confortáveis.

As calças

As calças de equitação podem ser adquiridas com joelheiras de pele e com remendos na zona do assento. Elas oferecem uma maior resistência aos movimentos do cavalo e isso faz com que sejam mais duráveis do que as demais. Por outro lado, também é de realçar que existem calças de equitação em lã para que os cavaleiros consigam aguentar o frio do inverno e as condições climatéricas adversas.

A camisa ou camisola

Para montar a cavalo, os cavaleiros podem usar uma camisa ou camisola justa e casual, desde que esteja sempre por dentro das calças. Assim, evitará que qualquer parte da roupa fique presa à sela. Também é muito importante que um cavaleiro evite a utilização de camisas abotoadas, uma vez que estas têm tendência a ficar presas à sela com a pressão do ar.

As luvas

As luvas de equitação também são um elemento muito importante para andar a cavalo. Elas evitam o desgaste dos dedos e impedem que as rédeas deslizem para fora das mãos dos cavaleiros. Um bom par de luvas em couro é uma das melhores opções para montar um cavalo, mas também existem luvas de tecido com proteção rédea que poderão ser adquiridas.

O kit de emergência

Para andar a cavalo com a máxima segurança, é necessário que um cavaleiro tenha sempre consigo um kit de emergência para dar uma resposta eficaz perante qualquer tipo de incidente. Nesse kit, é preciso ter cortadores de fio de arame, caso seja necessário cortar uma cerca. Assim como fósforos, uma bússola, um mapa, uma faca, um apito, uma corda de nylon, um farol ou lanterna e um cobertor para o caso de se perder e não conseguir encontrar o caminho para casa.

A sua votação: